logo

Nossa História

NOSSA HISTÓRIA

Luiz Picinin, este o nome do grande trabalhador que fundou o Lar Infantil Marília Barbosa. Picinin, certa vez, passando por uma praça de Cambé, viu ali uma família na chuva, com três crianças desabrigadas, sem ter para onde ir.

Nesse dia surgiu-lhe a ideia da fundação do Albergue Noturno de Cambé, que funcionou durante 27 anos, dos quais 23 dirigido por Hugo Gonçalves e sua extraordinária esposa Dulce.

Por ele passaram 54.022 pessoas, segundo registros que ainda se encontram guardados.

Depois a cidade foi crescendo e observou-se que não havia mais a necessidade do albergue.

Certa vez, Luiz Picinin fez um passeio à cidade do Rio de Janeiro e visitou o primeiro Lar Infantil do mundo, localizado na cidade de Nova Iguaçu, dirigido por Marília Barbosa, que após a perda de seu único filho dedicou-se as obras assistenciais. Picinin ficou encantado com o trabalho dirigido por essa grande mulher e voltou de lá com a ideia pronta para fundar em Cambé o Lar Infantil Marília Barbosa, que ele construiu com recursos próprios, pois era uma pessoa de muitas posses.

A construção teve início em 1951 e foi inaugurada a 29 de março de 1953. Para a fundação, estavam à frente os Srs. Luiz Picinin, André Fernandes, Nereu Pizzaia, Antônio Guillen, Américo Deolindo Carla, Antônio Sabino da Silva, Joaquim Fernandes, Antônio Lopes e Liberato Roberto.

Picinin o convidou para a inauguração do Lar e desde então insistiu para que Hugo Gonçalves e Dulce Ângela Calefi Gonçalves tomassem conta das meninas que ali viviam, pois ele era pessoa de negócios e não poderia continuar como dirigente do Lar. A partir dessa época, final do ano de 1953, Hugo e Dulce assumiram a tarefa e nunca mais abandonaram as meninas do Lar Infantil Marília Barbosa, sendo para elas o pai e a mãe que elas não possuíam.

Quando eles chegaram ao Lar, já havia diversas meninas na casa. Maria José, que se tornaria mais tarde sua nora, foi a primeira menina a ser acolhida pelo Lar, juntamente com duas irmãs e um irmão. No início o Lar abrigava quatorze meninas, número que depois foi aumentando, chegando a setenta meninas por volta do ano de 1969.

Com mais de meio século de funcionamento, o Lar abrigou 400 meninas registradas, mas passaram aproximadamente 1200 crianças pela instituição, sendo aproximadamente 10 casamentos realizados no salão de festas, e neste período, muitos se formaram como enfermeiras, professoras, assistentes sociais, secretárias, advogadas, entre outros.

Devido às mudanças realizadas pelo Governo Federal em 05/04/1999, o Lar Infantil Marília Barbosa transformou-se em Creche, e que depois, a partir de 20/03/2004, passou a funcionar como um Centro de Educação Infantil, que recebe diariamente 105 crianças registradas entre meninos e meninas de 0 a 5 anos, podendo permanecer até completar 6 anos.

Fundadores:

Luiz Picinin
André Fernandes
Nereu Pizzaia

Antônio Guillen
Américo Deolindo Garla
Antônio Sabino da Silva

Joaquim Fernandes
Antônio Lopes
Liberato Roberto